F1 – Cinco vezes Vettel escorregou em 2018

Sebastian Vettel

Era para ser o ano de Sebastian Vettel, pois todos os sinais apontavam para uma vitória no primeiro campeonato para o alemão como piloto da Ferrari. Pelo menos eles funcionaram até a tarde de domingo do GP da Alemanha.

Hoje, na esteira de mais uma derrota no GP do Japão, Vettel enfrenta a perspectiva de perder o título mundial para Lewis Hamilton – e com três corridas de sobra.

Onde é que tudo deu errado? Quem é o culpado?

A Ferrari tem que assumir alguma responsabilidade, uma vez que os erros de estratégia deixaram o piloto derrotado. No entanto, são seus próprios erros que foram mais reveladores, mais caros, mais brutais.

GP da França – Bateu em Bottas na largada, penalizado

Vettel chegou ao grid de Paul Ricard um ponto à frente de Hamilton, largando na terceira posição com o britânico na pole position. Valtteri Bottas separou os protagonistas do título.

Hamilton teve uma ótima largada, enquanto Vettel tentou atacar Bottas. Em vez disso, ele bateu, danificando os dois carros.

O incidente os levaram para a parte de trás do pelotão após as paradas nos boxes.

Vettel recebeu uma penalidade de cinco segundos e terminou a corrida em P5. Hamilton venceu e abriu uma vantagem de 14 pontos na classificação.

GP da Áustria – Bloqueou Sainz na classificação, recebeu uma penalidade de grid

Erros na classificação podem ser tão cruciais quanto os das provas como Vettel descobriu no GP da Áustria.

Ele foi punido pelos comissários por bloquear Carlos Sainz com a explicação de “Eu não o vi” não sendo aceita.

Sainz foi forçado a evitar Vettel saindo da linha de corrida e indo devagar.

O alemão, que classificou em P3, foi rebaixado para sexto e só conseguiu se recuperar para terceiro.

GP da Alemanha – Bateu enquanto liderava, abandonou

Talvez o pior de seus erros, não só lhe custou 25 pontos, mas deu uma vitória inesperada para Hamilton, e provocou uma série de seis vitórias em sete corridas para o britânico.

Vettel começou seu GP na pole e liderava a corrida quando começou a chover.

Ele cometeu um erro, saiu da pista e bateu o nariz nas barreiras. Sua corrida acabou.

Hamilton conquistou 17 pontos de vantagem sobre Vettel. O piloto da Ferrari nunca recuperaria a liderança na classificação.

GP da Itália – Colidiu com Hamilton, caiu para trás

Um momento chave no fim de semana do GP da Itália foi sem dúvida a classificação, onde Kimi Raikkonen colocou seu carro na pole position à frente de Vettel.

Sem Raikkonen atrás dele para atuar como defensa, Vettel foi atacado por Hamilton na primeira volta.

Em vez de dar espaço e reconhecer que Hamilton tinha uma boa vantagem sobre ele, Vettel tentou lutar contra o britânico.

Eles fizeram contato, o alemão girou e caiu na parte de trás do pelotão.

Vettel recuperou a quarta posição, Hamilton ganhou.

GP do Japão – Bateu em Verstappen, caiu para P19

O desejo de Vettel de ultrapassar Max Verstappen em vez de fazer o jogo mais longo e esperar que a penalidade do holandês entrasse em vigor parece ser o último prego no caixão do campeonato do alemão.

Verstappen, terceiro colocado, foi punido com uma penalidade de cinco segundos por voltar à pista de forma insegura e bater em Raikkonen no processo.

Essa manobra elevou Vettel ao quarto lugar, bem na asa traseira de Verstappen.

Mas em vez de esperar pela penalização do piloto da Red Bull, Vettel viu uma brecha, foi em frente, errou.

“Se eu não for para essa brecha e a brecha estiver lá, então também posso ficar em casa”, disse ele.

Ele terminou a corrida em sexto lugar, com a vitória de Hamilton abrindo uma vantagem de 67 pontos na classificação dos pilotos.

Fim de jogo?

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer o GP dos EUA de Formula 1 no dia 21 deste mês!

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.