F1 – Caterham deverá ser processada por funcionários demitidos

Caterham

Os novos proprietários da Caterham deverão ser processados por cerca de 40 de seus ex-funcionários, que foram demitidos após a recente venda da equipe.

Depois da decisão de Tony Fernandes de vender a organização para um grupo de investidores do Oriente Médio e da Suíça, os novos proprietários da Caterham vêm buscando maneiras de cortar custos a fim de tornar a equipe mais financeiramente viável.

Parte desse esforço incluiu a redução do número de funcionários, com mais de 40 membros sendo demitidos antes do GP da Alemanha. No entanto, eles acreditam que essa demissão violou as leis trabalhistas do Reino Unido – e além de abrir um processo, eles querem que a FIA analise a conduta da equipe.

Uma declaração divulgada em nome do grupo de ex-funcionários afirmou: “A demissão sumária dos empregados da Caterham foi feita sem aviso prévio ou consulta, e vai resultar em pedidos de indenização significativos contra a equipe. A Caterham também quebrou as promessas de que os empregados pelo menos seriam pagos em julho. Os advogados do grupo tomarão atitudes imediatas”.

“Entende-se que os empregados, muitos dos quais apoiaram a equipe de Fórmula 1 durante seus quatro anos no campeonato, irão pedir à FIA – como o órgão regular responsável – para investigar profundamente a conduta da equipe e as circunstâncias em relação à sua recente troca de proprietários”.

A Caterham se recusou a fazer comentários sobre a situação por razões legais.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.