F1 – Brown: Indy 500 mostra comprometimento entre Alonso, McLaren e Honda

Fernando Alonso

Fernando Alonso

O diretor-executivo da McLaren, Zak Brown, acredita que a parceria realizada para a Indy 500 com Fernando Alonso e a Honda demonstra que as partes são “um grupo”, em meio a um início conturbado de 2017.

A McLaren-Honda ainda não marcou um ponto na Fórmula 1 este ano, ostensivamente devido a uma falta de confiabilidade e desempenho com o MCL32. O início difícil da equipe contribuiu para a decisão da McLaren de retornar à Indy, dirigindo uma equipe de um carro em associação com a Andretti para Alonso, suprida por motores Honda.

Alonso completou suas primeiras voltas no carro nº 29 da McLaren-Andretti na semana passada e Brown entende que o programa demonstra que cada parte está comprometida com a outra, apesar do momento difícil na F1.

“Obviamente, estamos tendo um período muito difícil na pista, o que leva a muitas perguntas sobre a parceria”, disse Brown à ESPN sobre o relacionamento McLaren-Honda na F1.

“A parceria vai ficar cada vez mais forte e achamos que esta foi uma boa maneira de demonstrar que a McLaren, Honda e Alonso são um grupo, que estamos comprometidos uns com os outros e empenhados em vencer, e é ótimo que a Honda tenha uma plataforma tão competitiva na IndyCar”, comentou.

“Isso ajuda a mostrar que estamos unidos, mas é claro que estamos frustrados, como está a Honda, com como as coisas estão indo. Não vai ser uma solução rápida e não vamos esperar muito progresso na Espanha e Mônaco ou até a metade do ano”, prosseguiu o dirigente.

“Por isso, foi importante dizer ao mundo que estamos todos comprometidos uns com os outros, porque estávamos recebendo um monte de perguntas sobre isso”, finalizou Brown.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.