F1 – Brown: Falta de liderança consistente provocou as dificuldades da McLaren

Zak Brown

A falta de liderança consistente foi a raiz das dificuldades na Fórmula 1 da McLaren em 2018, o que significa que foram anos de acúmulo, de acordo com o CEO da equipe, Zak Brown.

A McLaren teve como meta retornar à frente do pelotão de F1 em 2018, após a mudança para os motores Renault, apenas para terminar em sexto no campeonato de construtores e marcar um resultado de corrida não superior a quinto. A McLaren terminou o ano competindo consistentemente como a segunda equipe mais lenta.

Para Brown, muitos dos principais problemas da McLaren eram como a equipe estava sendo gerenciada, fazendo de 2018 a confirmação de algo prenunciado a algum tempo.

“Em última análise, o que nos trouxe aqui neste ano começou há cinco anos. O problema deste ano está em andamento”, disse Brown.

“Meu resumo disso é que nós tivemos uma falta de liderança consistente. Eu não aponto os dedos para qualquer indivíduo. Isso foi uma falta de foco por causa de todas as atividades que estavam acontecendo, da sala de reuniões: aquisições, fusão de empresas, entrada e saída de chefes de equipe, de CEO”.

“Foi apenas uma situação constante de falta de foco, e eu acho que foi isso que criou o problema. E o que aconteceu com isso foi que as pessoas não tinham metas claras e responsabilidade, continuidade”.

“Em última análise, foi isso que produziu um carro de corrida ruim este ano. Foi um resultado da nossa estrutura, nossa organização. As pessoas são extremamente talentosas. Temos campeonatos mundiais, temos mais de 100 pessoas que estão aqui há mais de 20 anos”.

“Eles não se esqueceram de como ganhar, simplesmente não tínhamos a infraestrutura certa e foi isso que decidimos consertar”.

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.