F1 – Boullier: Penalidades de grid podem ser financeiras

Eric Boullier

Eric Boullier, da McLaren, diz que o sistema de penalidade de motor da FIA não será dramaticamente revisado para 2018, mas pode ser alterado para incluir multas financeiras para compensar as pesadas perdas de posições no grid.

Desde a introdução do limite de peças do motor da era híbrida V6, as equipes têm dificuldades para trabalhar dentro do número máximo de unidades permitidas por temporada e sofrem pesadas penalidades de grid como resultado.

Para o GP do Japão, a mudança do motor da McLaren-Honda por causa de um vazamento hidráulico no carro de Fernando Alonso lhe deu uma perda de 35 posições – apesar de haver apenas 20 carros no grid – enquanto no decorrer de 2017 o total da penalidade de grid já totalizou 140.

O problema foi criticado por fãs e equipes da Fórmula 1 com mudanças sendo encorajadas, mas Boullier não acredita que mudanças de regras drásticas serão introduzidas para 2018 – quando a quantidade de unidades de motor será novamente diminuída para três durante toda a temporada.

“Eu não acho que o sistema de penalidades será alterado”, disse Boullier. “É mais o número e a forma como é calculado, o que é um pouco frustrante ou difícil de entender para todos”.

“Agora há alguma consideração para pensar em algo diferente que poderia ser mais fácil de entender”.

“Poderia ser financeiro, poderia ser outra coisa, ou uma mistura entre esportivo e financeiro. Debater agora é muito cedo, a discussão ainda não começou, mas foi levantada como um tópico”.

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.