F1 – Binotto nega não ter suporte da Ferrari

Mattia Binotto

Mattia Binotto classificou como “completamente errado” o rumor que afirma que ele poderia ficar isolado na Ferrari. O ex-presidente Luca di Montezemolo disse ao jornal La Repubblica que os grandes chefes John Elkann e Louis Camilleri são inexperientes.

“Este ano, a Ferrari vai lutar até o último GP pelo título, o que não foi o caso por muito tempo”, disse Montezemolo. “Mas enquanto Binotto é um líder talentoso, ele corre o risco de não encontrar apoio dentro da empresa”.

“Quando a Ferrari ganhou, o chefe de Ross Brawn foi Jean Todt e eu estava acima de Todt com 30 anos de experiência na F1”, acrescentou. “Binotto está em outra situação”.

Na China, Binotto respondeu às palavras de Montezemolo dizendo que se sente “totalmente apoiado” pelo presidente e CEO da Ferrari. O CEO Camilleri concorda, declarando como meta da Ferrari para 2019 vencer o campeonato.

“A temporada é longa, temos provado ter um carro rápido e equilibrado e estamos empenhados em melhorar a sua confiabilidade”, declarou ao jornal Corriere della Sera.

“Temos dois grandes pilotos e um grande diretor de equipe que não é apenas um grande líder, mas também tem um profundo conhecedor da Ferrari e de tecnologia”, completou Camilleri.

“Somos uma equipe unida, serena, determinada e talentosa e vamos dar tudo para alcançar as nossas ambições”, finalizou Camilleri.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.