F1 – Binotto admite que quase saiu da Ferrari

Mattia Binotto

Mattia Binotto diz que a Mercedes deveria ser considerada a favorita antes da abertura da temporada 2019 da Fórmula 1.

“Acho que a equipe a ser batida ainda é a Mercedes”, declarou Binotto, novo chefe da Ferrari, ao Corriere della Sera.

“É um grupo estabelecido, eles sabem como construir um carro veloz e possuem todos os recursos financeiros e habilidades. Se eles tiverem dificuldades iniciais, vão superá-las”.

Ele afirma que a Ferrari em sua forma atual, apesar de sua história, ainda é uma “equipe jovem”. Binotto quase saiu no final do ano passado, após disputas com seu antecessor Maurizio Arrivabene.

“Eu pensei que não estava mais em posição de fazer bem o meu trabalho e deixei isso bem claro”, admite ele. “Sim, é verdade – outras equipes expressaram interesse em mim porque minha experiência tem valor na F1”.

Contudo, Binotto garante que não tem nenhum ressentimento depois da disputa com Arrivabene.

“Eu sempre aprendo com todos, até mesmo com Maurizio, e o agradeço por isso. O relacionamento pessoal sempre foi bom. Nunca uma briga. As dificuldades envolveram a visão, o gerenciamento do grupo e do fim de semana de corrida. Tínhamos pontos de vista diferentes”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.