F1 – Barcelona nega acordo para GP da Espanha de 2020

Largada do GP da Espanha

Barcelona negou relatos de que resgatou o GP de Espanha para 2020. Acreditava-se que Hockenheim e Barcelona seriam eliminados para dar lugar a novas corridas no Vietnã e em Zandvoort no próximo ano.

Mas o jornal catalão Diari Ara afirma que a Generalitat de Catalunya – o governo regional – veio agora em socorro para que Barcelona possa pagar a taxa de 21 milhões de euros por um acordo de um ano para 2020.

O circuito negou. “Ainda não se chegou a um acordo”, disse um porta-voz do Circuito de Barcelona-Catalunha. “As negociações continuam, e ainda estão abertas. Assim que um acordo for alcançado, seja para uma renovação ou uma não-renovação, isso será divulgado oficialmente através dos canais habituais”.

Acredita-se que um acordo de 2020 com Barcelona poderia significar que a Liberty Media precisaria que todas as dez equipes concordassem em participar de uma corrida extra no próximo ano.

Anteriormente, o CEO da F1, Chase Carey, disse que o calendário não se expandirá além das 21 corridas atuais. “Não creio que deva haver 21 corridas”, afirmou a chefe da Williams, Claire Williams, em Hockenheim. “Pessoalmente, acho que deveria haver menos cinco corridas”.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.