F1 – As três equipes de ponta estão demais à frente – Brawn

Ross Brawn

Ross Brawn

O diretor de automobilismo da Formula 1, Ross Brawn advertiu que as equipes líderes do esporte estão à frente demais do resto dos adversários do grid.

Fernando Alonso foi o único piloto que não estava em uma Ferrari, Mercedes ou Red Bull que tomou volta no GP da Hungria. No entanto, sua McLaren recebeu a bandeira quadriculada a mais de 70 segundos atrás do vencedor da corrida.

Brawn disse que uma situação em que um pequeno número de equipes está muito a frente de seus rivais é insalubre para o esporte.

“A diferença entre as três principais equipes e o resto do grid é muito grande”, afirmou Brawn

“Este tem sido o caso muitas vezes no passado, mas o esporte precisa reduzir essas lacunas de desempenho porque, a longo prazo, isso pode tornar-se insustentável”.

Três equipes diferentes ganharam corridas até agora em 2017, mais do que em cada uma das três temporadas anteriores. No entanto, nenhum piloto de fora das três principais equipes liderou uma única volta até agora nesta temporada.

A F1 está planejando uma renovação de seus regulamentos de motores para 2020, o que pode ajudar a reduzir a diferença de desempenho entre os fabricantes de motores da F1.

Uma vez que os atuais regulamentos do V6 híbrido turbo foram introduzidos no início de 2014, a Mercedes ganhou 57 de 70 corridas. A Ferrari ganhou sete e a Red Bull seis.

Brawn já disse que quer que a F1 “seja acessível para o maior número de equipes possível” e criticou o processo pelo qual os atuais regulamentos do motor foram moldados há seis anos.

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.