F1 – A 2ª pior performance de 2017

Lewis Hamilton

Hoje vamos falar sobre a segunda pior performance de um piloto durante uma corrida da temporada de 2017. Nos dias anteriores falamos do terceiro, quarto e quinto colocados nesse quesito. A performance que lembramos hoje certamente foi pior que a de Stroll em Abu Dhabi, Joylon Palmer na Espanha e Ericsson em Monaco.

Nessas corridas esses três pilotos fizeram muita besteira, mas não jogaram uma vitória certa no lixo, nem colocaram seu principal adversário pelo título em grande vantagem no campeonato.

Amanhã vamos falar da pior performance numa corrida isolada que um piloto da F1 nos “proporcionou” este ano.

2º lugar: Sebastian Vettel – Cingapura

Ferrari e Red Bull

Não há um exemplo recente mais destacado de um piloto de ponta que joga fora uma vitória certa do que Vettel em Cingapura. O que faz essa corrida de apenas 15 segundos tão digna de nota foi o efeito que teve em sua temporada no futuro, e o movimento puramente amador que a matou.

Quinze dias antes da verdadeira corrida noturna da F1, Vettel perdeu a liderança do campeonato pela primeira vez em toda a temporada. Cingapura era onde ele tinha tudo para contra-atacar e retomar a liderança, com a ideia de varrer as corridas asiáticas antes de entrar nas pistas mais favoráveis à Mercedes no final do calendário. Vettel fez sua parte no sábado, dominando a classificação em uma pista que ele ama. E com o “plus” de ver a melhor Mercedes (de Hamilton) apenas em P5 no grid a longínquos 0.635s atrás.

No entanto, apenas seis segundos após as luzes da largada se apagarem, tudo foi desfeito. Num movimento inusitadamente incompreensível, Vettel começou a fechar Max Verstappen – que largou melhor – provocando uma batida tripla entre ele mesmo, Verstappen e Raikkonen. Poderia até ter funcionado, se o seu companheiro de equipe, Kimi Raikkonen, não tivesse feito uma grande largada vindo de P4 no grid para emparelhar com Verstappen do outro lado.

Em um instante, os três carros coletaram peças um do outro antes de acabarem suas corridas fora da pista na curva 1. Vettel ainda conseguiu continuar em P1 depois de ter levado a roda de Raikkonen para o lado, mas seu carro foi danificado. Na pequena reta seguinte, logo após a chicane da curva 1, Vettel rodou e bateu no muro, tendo sorte de não ter sido coletado por algum outro piloto no processo.

Seu movimento forçado teve um enorme efeito imediato. Não só ele matou sua própria chance de ganhar a corrida, mas também aqueles que o rodeavam e que tinham a capacidade de limitar as esperanças de uma boa colocação para Lewis Hamilton, que nitidamente e depois confessado pelo próprio inglês, não teria qualquer chance nem de pódio naquela corrida.

Mas Hamilton herdou a liderança do quinto lugar e cruzou para a vitória. Em menos de trinta segundos, Vettel efetivamente abriu o caminho de Hamilton para o campeonato.

Clique AQUI para ver a 3ª pior performance de 2017
Clique AQUI para ver a 4ª pior performance de 2017
Clique AQUI para ver a 5ª pior performance de 201

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.