F1 – 2018 será o último ano de “construção” da Renault

Renault

O diretor-gerente da Renault, Cyril Abiteboul, diz que a fase de construção de três anos da equipe chegará ao fim em 2018. Antes do início da temporada de 2016, a Renault comprou a Lotus e retornou ao esporte como uma equipe de fábrica.

Foi estabelecido um objetivo a longo prazo de chegar à frente do grid em um futuro próximo, mas se reconhece que a Renault precisava construir para isso. As duas últimas temporadas foram anos de “progressão” para a equipe francesa, e Abiteboul está esperando mais do mesmo em 2018.

“2017 foi um ano de progressão e 2018 tem que ser o mesmo, outro ano de progressão, outro ano de construção”, disse ele ao site Crash.net. “No final do ano, queremos dizer que a fase de construção acabou, foi uma fase de três anos de 2016 a 2018, e agora a próxima fase será atacar as principais equipes. Precisamos aceitar que não podemos ser perfeitos em todos os lugares e as coisas levam tempo, mas ao mesmo tempo temos que mostrar que estamos na trajetória certa”.

A Renault ganhou o campeonato de construtores em duas ocasiões; 2005 e 2006. Agora, com Nico Hulkenberg e Carlos Sainz, pretende voltar aos dias de glória de ganhar corridas e competir por títulos.

No entanto, o desafio de 2018 pode ser mais difícil, já que a McLaren vai correr com o motor da Renault depois de lutar com as unidades da Honda desde 2015. Mas Abiteboul vê isso como um bom teste para a equipe, acreditando que a McLaren estabelecerá uma forte referência.

“É uma grande responsabilidade, mas também uma ótima oportunidade à medida que antecipo que seremos comparados com a McLaren, mas é uma oportunidade para comparar nosso carro e pilotos com a McLaren e avaliar o progresso da organização. Francamente, trabalhar com o melhor também é uma oportunidade”, completou.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.