Equipes da F1 reclamam do custo das novas regras

Fórmula 1

As equipes da Fórmula 1 estão adiando o proposto novo regulamento por razões de custo.

Uma ideia que poderia ser cancelada é a retorno do reabastecimento. Os pilotos gostaram, já que isso reduzirá o peso dos pesados carros atuais no começo das corridas.

No entanto, Otmar Szafnauer, chefe da Racing Point, admitiu que é contra por causa do dinheiro.

“Comprar o equipamento custa $2.5 milhões”, declarou ele à Auto Motor und Sport.

Outra proposta que pode fracassar é a adição de uma 22ª segunda etapa no próximo ano.

Uma ideia para aliviar a sobrecarga de uma corrida extra era aumentar a alocação anual de motores de três para quatro por piloto.

Porém, Gunther Steiner, chefe da Haas, disse: “Cada motor adicional nos custa dinheiro”.

Além disso, nem mesmo a compensação monetária seria suficiente. A revista alemã alega que a Williams receberia apenas $800 mil a mais pelo 22º GP, o que “não cobriria os custos adicionais”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.