Epstein: “Haverá uma corrida de F1 em Austin enquanto a pista estiver lá”

Circuito das Américas

Nos últimos dois anos, a Liberty Media tem tentado abrir o mercado americano. Falou-se de um GP em Miami, entre outros lugares, mas nenhum deles se concretizou. Por enquanto, apenas o Circuito das Américas (COTA) está no calendário e eles acreditam que a corrida permanecerá na programação da Fórmula 1 enquanto ela existir.

“O que vou dizer é, acho que haverá uma corrida de F1 no COTA enquanto a pista estiver lá, é o benefício de construir uma instalação permanente. Acho que um acordo mais curto é melhor para ambas as partes, não queremos ficar presos em algo que não gostamos ao longo do tempo. Também nunca podemos ter certeza de como o evento ou o esporte evoluirão nos próximos anos”, disse Bobby Epstein, chefe do COTA, à ESPN.

“Eu acho que é certo dizer que a F1 não existiria nos EUA neste momento se não tivéssemos construído uma casa para ela aqui no COTA. Basta olhar para o que fizemos nos EUA, ajudando a construir uma base de fãs aqui – antes que as vendas de ingressos estivessem caindo e fosse difícil para qualquer circuito se estabelecer como a casa da F1”, comentou.

Em Miami, um plano estava pronto para atravessar a área portuária da cidade, mas as autoridades locais lançaram uma chave de fendas nas obras. Uma alternativa foi rapidamente encontrada, o que equivalia a dar uma volta pelo Hard Rock Stadium.

“Nosso sentimento com Miami tem sido de que a F1 deve assumir parte do risco desse evento. Se você vai fazer uma corrida de rua você tem que fazê-la corretamente, em algum lugar que ressoe com as pessoas. Como a corrida no centro da cidade ou algo em Las Vegas talvez, ou a corrida de Nova York de que falaram há muito tempo”, acrescentou ele.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.