Emissora critica conversas sobre GP da Arábia Saudita de F1

Arábia Saudita

Uma emissora do Catar criticou a Fórmula 1 por contemplar um GP na Arábia Saudita.

Esta semana, emergiu que a Liberty Media está em conversações com o poderoso Reino para a que seria uma corrida em um novo circuito de rua. Uma apresentação retrata os carros de F1 correndo sob uma piscina de fundo claro.

As conversas sauditas já eram controversas devido ao histórico de direitos humanos do estado, mas agora elas também estão sob fogo cruzado pela emissora do Catar BeIN Media Group.

A F1 é atualmente exibida na TV da região pela MBC Group, uma emissora saudita, mas somente depois que a BeIN se retirou após afirmar que sua transmissão estava sendo pirateada por uma empresa chamada BeoutQ. “A F1 recompensar os ladrões é um movimento curioso”, disse um porta-voz da BeIN.

O porta-voz explicou que outros órgãos esportivos, incluindo a Fifa, a Premier League, Wimbledon e outros, criticaram o “furto desenfreado de direitos esportivos da Arábia Saudita” nas últimas semanas.

E, no entanto, “a Fórmula 1 continua a fechar os olhos”, acrescentou ele. “A maioria das organizações esportivas está tentando fazer algo a respeito dessa epidemia; a Fórmula 1 é apenas encorajadora”, concluiu o porta-voz do BeIN.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.