Carros de rua – Há 55 anos, primeiro MINI saía da linha de montagem na Inglaterra

Novo MINI

Quando o primeiro MINI ganhou as ruas, em 19 de agosto de 1959, ninguém poderia imaginar que ali se iniciava a história de um dos automóveis mais icônicos de todos os tempos. O conceito criado por Alec Issigonis tinha um projeto simples e ao mesmo tempo genial, que trazia amplo espaço interno, combinado com dimensões externas compactas, quatro lugares, condução perfeita e baixo consumo de combustível. Cinquenta e cinco anos depois, essas características ainda fazem parte do DNA da marca, que desde 2001 assumiu uma forma mais moderna, agregando todas as tecnologias disponíveis na linha de produtos do BMW Group (que assumiu as operações em 1994).

No Brasil, a MINI comemorou em abril cinco anos de atividade. De lá para cá, o negócio expandiu-se e a marca se fez presente em quase todo o território nacional, sendo hoje representada por uma rede de concessionários com mais de 25 pontos de vendas. “Desde 2009 comercializamos cerca de 10 mil unidades no país. Com a decisão de produzir o MINI Countryman na futura fábrica da BMW em Araquari (SC), fortalecemos a presença da marca no Brasil e reafirmamos  a confiança da MINI em nosso mercado“, afirma Nina Dragone, Diretora da MINI Brasil.

A marca iniciou suas operações no mercado nacional comercializando um único modelo, o MINI Hatch, disponível nas motorizações Cooper e Cooper S. Hoje, a MINI oferece um portfólio de produtos composto por seis modelos (MINI Hatch, MINI Cabrio, MINI Coupé, MINI Roadster, MINI Countryman e MINI Paceman) e quatro motorizações (One, Cooper, Cooper S e John Cooper Works). Toda a gama conserva as características que consagraram a marca: design autêntico e esportivo, espírito “GO-Kart Feeling”, motores de alta tecnologia e desempenho, além da vasta possibilidade de customização.

O Novo MINI

O mês de junho marcou a chegada da nova geração do MINI Hatch, que foi totalmente reformulado sem perder a essência. O Novo MINI teve a tecnologia de suspensão amplamente revisada — o peso foi reduzido e o conjunto ganhou maior robustez –, além de trazer um sistema adaptativo de série que regula o comportamento da suspensão ao gosto do motorista,  intensificando a sensação “GO-Kart feeling”, típica dos modelos da marca. A direção eletromecânica também foi aperfeiçoada e traz Servotronic de série. O modelo conta ainda com Controle Dinâmico de Estabilidade (DSC) como item de fábrica, Controle Dinâmico de Tração (DTC) e Controle Eletrônico da Trava do Diferencial (EDLC).

A motorização Cooper consiste em um motor 1.5l TwinPower Turbo a gasolina, de 3 cilindros, que gera 136cv de potência. Já a versão Cooper S é equipada com motor 2.0l TwinPower Turbo a gasolina de 4 cilindros, que gera 192cv de potência. Ambos são equipados com a nova transmissão Steptronic automática de seis velocidades.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.