Carros da F1 são como naves espaciais, diz piloto da NASCAR

Haas

Haas

O piloto da NASCAR Cup Series, Clint Bowyer, admitiu ter ficado espantado com o nível de sofisticação técnica dos carros de Fórmula 1. O piloto da Stewart-Haas Racing, a equipe irmã da Haas na F1, assumiu o lugar do co-proprietário da equipe, Tony Stewart, no início da temporada atual.

A NASCAR coloca o foco nas habilidades de pilotagem e minimiza os avanços técnicos em favor das disputas na pista. Isso significa que há muito pouco em comum entre seus carros e a atual safra de alta tecnologia de carros de F1.

“É incrível o que esses carros são capazes de fazer”, admitiu ele. “Eles se parecem mais com naves espaciais do que com carros de corrida, se você me perguntar. Eu cresci no Kansas e não tivemos nada assim”.

O chefe de Bowyer, Tony Stewart, tentou uma troca de carros com Lewis Hamilton em 2011 em Watkins Glen. E o antigo campeão da Cup, Jeff Gordon, também experimentou a Williams de Juan Pablo Montoya em 2003 no Indianapolis Motor Speedway.

“Eu adoraria fazer isso. Eu sei que Gordon fez isso e conversei com ele sobre essa experiência”, admitiu Bowyer, cujo nível de interesse, conhecimento e envolvimento na Fórmula 1 sempre foi bastante mínimo.

“Nós não poderíamos nem conseguir a estação (de televisão) para cobrir isso”, lembrou ele. “E eu não consigo entender o locutor que a cobre de qualquer maneira. Eu não consigo me levantar com antecedência para assistir a essas corridas, e muito menos competir nelas”.

A única corrida que o atraiu pareceu ser o GP de Mônaco, e seu cenário excepcionalmente glamuroso. “Eu gostaria de ir a essa pista que tem todos os barcos nela, com esses grandes iates. Se você pode me encontrar uma plataforma como essa, para assistir quando eu me aposentar, eu irei com você!”, completou.

Não parece haver uma perspectiva iminente de cruzamentos entre a NASCAR e a Haas. Romain Grosjean mostrou uma visão distinta do campeonato dos EUA recentemente. “Queremos correr, mas não queremos bater rodas, não estamos na NASCAR”, disse ele recentemente, reclamando de uma movimentação robusta da Renault de Nico Hulkenberg no início do GP da Hungria.

No entanto, o atual companheiro de equipe de Grosjean, Kevin Magnussen, e o antigo campeão mundial Jenson Button, pensam diferente. “É definitivamente algo que eu gostaria de tentar um dia”, declarou Magnussen. “Eu também sou um fã de automobilismo apaixonado, então NASCAR ou qualquer outra forma de automobilismo, me excita”.

“Eu gostaria de correr na NASCAR, acho que seria divertido”, concordou Button. “Eu fui a uma das corridas este ano. Jimmie Johnson me convidou. Fui um grande momento!”.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.