Azerbaijão diz que acordo atual com a F1 é “inaceitável”

GP do Azerbaijão

O governo do Azerbaijão não tem certeza se vai fechar um novo acordo com os chefes da Fórmula 1.

Baku sediou sua primeira corrida nas históricas ruas da cidade em 2016, com o contrato tendo sido negociado com Bernie Ecclestone, ex-chefe executivo da F1.

Agora, Azad Rahimov, ministro dos esportes, planeja conversar com a Liberty Media após a prova de 2018 em abril.

“Dentro de três meses após o GP, devemos dar uma resposta à liderança da F1 sobre a extensão do contrato por mais cinco anos até 2025”, declarou ele à agência de notícias Tass.

“Todos entendem que o contrato que temos agora é inaceitável. Creio que a nova liderança da F1 também compreende isso”.

“Estamos falando sobre várias condições comerciais, direitos de patrocínio e o preço que nós pagamos. Mas acho que ambas as partes, nós e a liderança da F1, têm o desejo de manter a corrida aqui”.

 

LS - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.