Após Jerez, GT Open chega à metade do campeonato com Bhai Tech na liderança entre as equipes

Rafael Suzuki

Bhai Thec

Após a quarta etapa do campeonato, na Espanha, o International GT Open chega a metade da temporada com a disputa bem acirrada entre os carros da categoria GTS (GT3). A Bhai Tech ocupa a liderança entre as equipes, depois de ter conquistado duas dobradinhas na rodada em Nurburgring – sendo a primeira com a vitória de Luiz Razia e Chris Van Der Drift e a segunda com o triunfo de Rafael Suzuki e Giorgio Pantano -, e pontuado também em Portimão e Jerez. Entre os pilotos, a situação está ainda mais apertada. Com sete vencedores diferentes em oito corridas, oito duplas estão separadas por 10 pontos. Com o 4º lugar em Jerez, Suzuki e Pantano subiram para a 3ª posição na tabela, e estão a cinco pontos dos líderes, enquanto Razia e Van Der Drift ocupam a 5ª colocação.

Um dos principais fatores para o equilíbrio se deve aos handicaps aplicados às duplas que sobem ao pódio. O vencedor de cada corrida tem de ficar parado nos boxes por 15 segundos a mais que o tempo regular (entre 65 e 75 segundos, dependendo da duração da prova e do tamanho do pit-lane). O 2º e 3º colocados têm de pagar 10 e 5 segundos, respectivamente. Porém, os handicaps são cumulativos, até que a dupla fique fora do pódio; e nesse caso, é descontado o maior handicap. Por causa do resultado na Alemanha, cada uma das duplas da Bhai Tech tinha de pagar 25 segundos (15 referentes à vitória mais 10 pelo 2º lugar) a mais na parada da primeira corrida em Jerez, o que acabou sendo determinante para o resultado final.

As altas temperaturas marcaram a etapa espanhola no último final de semana. Após bom desempenho nos treinos livres da sexta-feira, as duas duplas da Bhai Tech não obtiveram o melhor rendimento dos McLaren MP4-12C durante as tomadas de tempos. No sábado, as duas duplas faziam uma boa corrida de recuperação, e já estavam no top-5, mas foram penalizados por não cumprirem o tempo preciso determinado para a parada.

No domingo, o saldo foi positivo para Rafael Suzuki e Giorgio Pantano. Mesmo com um handicap de 10 segundos, a dupla ítalo-brasileira conseguiu completar a corrida na 4ª posição e subiu para 3º no campeonato. Luiz Razia e Chris Van Der Drift também tinham de pagar 10 segundos de handicap, e já estavam em 6º lugar, quando após um toque, o brasileiro teve sua suspensão traseira danificada, rodou há duas voltas do fim e não pôde terminar a corrida.

A próxima rodada do GT Open acontece em pouco menos de um mês, nos dias 13 e 14 de julho, em Silverstone, na Inglaterra.

Roberto Costa, diretor técnico da Bhai Tech:

“Tivemos um bom ritmo durante as duas corridas do fim de semana, apesar de que os motores turbo dos McLaren sofreram muito com as altas temperaturas e a pressão ao nível do mar em Jerez. Depois das dobradinhas em Nurburgring, tínhamos um grande handicap e isso também influenciou nos resultados. Giorgio e Rafael fizeram uma corrida inteligente no domingo, fazendo voltas muito rápidas quando não estavam no tráfego. Infelizmente, a outra dupla teve um problema no fim que os impediu de também completar uma boa corrida de recuperação”

Resultado da 2ª corrida do GT Open em Jerez (categoria GTS):

1 – Toril-Van Der Zande (Mercedes SLS) – Seyffarth – 27 voltas
2 – Giao-Da Veiga (Audi R8) – Novadriver – 07″922
3 – Di Guida-Bleekemolen (Porsche 997 GT3) – Autorlando – 21″574
4 – Suzuki-Pantano (McLaren MP4-12C) – BhaiTech – 28″396
5 – Beretta-Lyons (Ferrari 458 GT3) – AF Corse – 30″979
6 – Costantini-Camathias (Ferrari 458 GT3) – Ombra – 37″550
7 – Rosell-Mavlanov (Ferrari 458 GT3) – Russian Bears – 40″748
8 – Laursen-Magnussen (Ferrari 458 GT3) – Kessel – 40″789
9 – Figueiredo-Campanico (Audi R8) – Novadriver – 41″137
10 – Pier Guidi-Skryabin (Ferrari 458 GT3) – Esta – 57″118
11 – Francesco Castellacci (Ferrari 458 GT3) – Kessel – 1’05″503
12 – Sdanewitsch-Rugolo (Ferrari 458 GT3) – AF Corse – 1’05″892
13 – Calari-Zampieri (Ferrari 458 GT3) – Kessel – 1’24″634
14 – Bontempelli-De Marco (Ferrari 458 GT3) – Kessel – 1’29″081
15 – Villalba-Gutierrez (Ginetta G55) – Villalba – 1’45″740
16 – Earle-Kremer (Ferrari 458 GT3) – Kessel – 1 volta
17 – Maleev-Ladygin (Ferrari 458 GT3) – Russian Bears – 1 volta
18 – Van Der Drift-Razia (McLaren MP4-12C) – BhaiTech – 2 voltas
Não completou:
Tutumlu-Deverikos (Porsche 997 GT3) – Autorlando

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.