Alonso escolhe número clássico da McLaren para a segunda tentativa da Indy 500

Fernando Alonso

Fernando Alonso terá o número 66 em seu retorno à Indianápolis 500 com a McLaren este ano.

Alonso – que retorna para completar a Indy 500 como a parte final de sua candidatura para a “Tríplice Coroa” do automobilismo – usou o número 29 para sua estreia em 2017.

Ele optou por usar o 66, dado que é o número com o qual a McLaren obteve sua primeira vitória no Indy 500 com Mark Donohue em 1972.

Donohue usou o nº 66 em todas as suas cinco participações na Indy 500, com Roger Penske e suas duas largadas com um chassi da McLaren.

Sua única vitória veio em 1972, quando, após uma corrida de alto atrito, ele foi capaz de liderar as últimas 13 voltas e entregar uma vitória que incluiu um novo recorde de velocidade média.

O carro da McLaren de Alonso para a Indy 500 será impulsionada pelo V6 twin-turbocharged da Chevrolet.

A Chevrolet está defendendo o título da prova, tendo levado o carro de Will Power da Penske à vitória em maio passado.

Alonso estrelou sua primeira tentativa na Indy 500 em 2017, quando se classificou na segunda fila e liderou 27 voltas antes de seu motor Honda quebrar.

Os treinos de pré-temporada já começaram e assim como nos últimos anos, convidamos você para acompanhá-los conosco aqui todos os dias a partir das 8 horas da manhã até às 2 da tarde ao vivo de Barcelona, de 18 de fevereiro até o dia 21. E depois de 26 de fevereiro a 1 de março. Tudo ao vivo e em detalhes para você ficar totalmente por dentro de como começa a temporada de 2019 da Fórmula 1!

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.